Obama falou que é graças aos soldados que temos liberdade de religião, imprensa etc #boato

Boato – Durante um oração no Memorial Day, o ex-presidente dos EUA Barack Obama disse que é graças aos soldados que temos religião, liberdade etc. Na idade, prelo não fez um escarcéu.

Desde o termo do Carnaval, o presidente Jair Bolsonaro tem colecionado declarações, por assim manifestar, polêmicas. Uma delas foi a dita durante cerimônia de natalício do Corpo de Fuzileiros Navais, no Rio de Janeiro. Na ocasião, ele disse “Democracia e liberdade só existem quando a suas respectivas Forças Armadas assim o quer”.



A fala gerou um mal-estar porque deu margem à tradução de que poderíamos ter uma mediação militar se as Forças Armadas quiserem. Por esse motivo, a fala acabou sendo explicada e minimizada por integrantes do governo. No meio disso, um texto começou a viralizar na internet.

De contrato com uma mensagem, viral no WhatsApp, Facebook e que foi até reproduzida por políticos do governo, o ex-presidente Barack Obama teria oferecido uma enunciação semelhante. Ele teria dito que são os soldados e não religiosos, jornalistas, poetas, professores, políticos etc que são os responsáveis pela liberdade e democracia. Leia a mensagem que circula online:

O ex-Presidente Barack Obama dos EUA, num pronunciamento que fez no Memorial Day, reproduziu uma fala de um venerado patrão militar norte-americano, Charles M. Province: “É graças aos soldados, e não aos sacerdotes, que podemos ter a religião que desejamos. É graças aos soldados, e não aos jornalistas, que temos liberdade de prelo. É graças aos soldados, e não aos poetas, que podemos falar em público.

É graças aos soldados, e não aos professores, que existe liberdade de ensino. É graças aos soldados, e não aos advogados, que existe o recta a um julgamento justo. É graças aos soldados, e não aos políticos, que podemos votar.” Imaginem se o Presidente Bolsonaro fizesse esta citação, a prelo iria fazer um escarcéu, mas porquê foi o Obama …

Barack Obama falou que é graças aos soldados que temos liberdade de religião, prelo etc?

A história se espalhou com força entre seguidores próximos a Bolsonaro. Mas será mesmo que a fala sobre soldados e liberdade religiosa, de prelo, de voto e outras é do ex-presidente dos EUA? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Só o indumentária de um texto polêmico (e pró-Bolsonaro. Desculpa aí gente, mas é a verdade) ter sido atribuído a alguém famoso e com domínio já nos deixou desconfiados. Junte isso ao indumentária de a mensagem ser vaga (não ter dito quando nem onde aconteceu) e nem reportar fontes confiáveis (particularidade de boatos) e resolvemos dar mais uma procurada.

Descobrimos que, de indumentária, o texto é de Charles Province. Ao encontrar o texto original em inglês, pegamos o trecho inicial (It is the Soldier, not the minister Who has given us freedom of religion) e colocamos em duas buscas: no Google, relacionada ao nome de Obama e na lista de discursos do ex-presidente. Como esperávamos, zero encontramos.

O mais próximo disso foi um tuíte da ex-candidata a vice-presidente dos EUA em 2008 Sarah Palin. Na idade, Palin (que era adversária de Obama) publicou no Twitter a seguinte frase: “VETERANS,not reporters,give freedom of the press.VETS,not politicians,give freedom to vote.VETS,not campus radicals,give freedom to assemble”. Até aí, zero de Obama.

Ao buscar sobre discursos no Memorial Day, achamos esse, de 2011. Como é provável ler no link, não há a citação.  Para terminar: quando a história começou a rodear no Brasil, o serviço de fact-checking do G1 fez uma apuração. Ao conversar com o próprio Charles Province, que disse que (até onde sabe) nunca foi citado por Obama.

Resumindo: a história que aponta que o ex-presidente dos EUA, Barack Obama, disse que são os soldados os responsáveis pela liberdade é falsa. Nada consta nos discursos de Obama e o próprio responsável da enunciação disse que nunca foi citado por ele.

Obama falou que é graças aos soldados que temos liberdade de religião, prelo etc #boato .




© 2019 Luís Eduardo Alló | TOR | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló