Parque 7D é lançado no Japão, mostra vídeo #boato

Boato – Vídeo mostra parque com tecnologia 7D que permite tocar, sentir e farejar imagens de animais, no Japão.

Quando o objecto é tecnologia é quase impossível não lembrar da originalidade dos asiáticos. Considerando um dos países mais tecnológicos do mundo, o Japão possui uma lista extensa de invenções. A última delas seria o “parque 7D”. Pelo menos é o que mostra um vídeo que circula na internet.

De pacto com uma publicação que viralizou no Facebook, o parque 7D que permite sentir e farejar imagens de animais existe e está localizado no Japão. Junto à publicação, circula um vídeo onde aparecem imagens de animais que podem ser ouvidos, tocados e cheirados pelos visitantes. Leia o que diz a mensagem e assista o vídeo:



Este é um parque 7D no Japão. Você pode tocar, sentir e até farejar os animais. Ainda estamos em 3D e 4D, enquanto os japoneses estão em 7D.

Parque 7D no Japão em que você pode sentir e farejar imagens de animais foi lançado?

É evidente que o vídeo deixou muita gente impressionada. Mas será mesmo que o tal parque 7D em que você pode sentir e farejar imagens de animais existe e está no Japão? A resposta é não. Entenda os porquês.

De faceta, desconfiamos da história. Isso porque não foram poucas as vezes em que surgiram balelas com vídeos impressionantes na internet. Foi assim com a história do parque de diversões na China, fogos de artifício com design e da manancial em forma de mulher. Todas elas tinham alguma coisa em generalidade: imagens fora de contexto.

Como se não bastasse, o texto carrega o enredo clássico de boatos online: pleno de informações vagas (não diz quando e onde o vídeo foi registrado) e não cita fontes confiáveis. Ao buscar pela origem das imagens, descobrimos que o vídeo não só circulou uma vez que também já foi desmentido no exterior.

Nesta material, o Snopes (site norte-americano que desmente boatos) explica que, na verdade, as imagens fazem secção de uma campanha publicitária. Em 2011, a National Geographic em parceria com a filial britânica Appshaker criou uma exposição de verdade aumentada em diversos shoppings mundo afora.

O Indestry e a AFP também desmentiram a informação. O vídeo mostra a tecnologia de verdade aumentada produzida pela empresa INDE e exibem imagens da campanha da Coca Cola e do World Wildlife Fund no Museu da Ciência, em Londres, da exposição em Roterdã, na Holanda e em Hong Kong. Além desse vídeo, outros foram produzidos e divulgados em diversos lugares no mundo, uma vez que mostra o Indestry.

Vale lembrar que o vídeo não foi registrado no Japão e tampouco utiliza a tecnologia 7D, uma vez que mostra o Superinteressante. De pacto com a revista, a câmera registrou as imagens de um ponto privilegiado e, por isso, permitiu a visão das imagens 3D. Entretanto, quem estava no sítio não tinha a mesma visão.

A revista também lembrou que os anúncios de imagens 4D, 5D e 6D não passam de estratégias de marketing, já que a tecnologia é baseada em três dimensões de espaço e uma de tempo. Por término, não existem hologramas que você pode sentir ou farejar.

Resumindo: o vídeo não foi registrado no Japão e tampouco utilizou tecnologia 7D porque não existe. Assim uma vez que não existe chance de que as pessoas tenham sentido ou cheirado as imagens de animais no vídeo. Ou seja, tudo #boato.

Parque 7D é lançado no Japão, mostra vídeo #boato .




© 2019 Luís Eduardo Alló | TOR | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló