Meu Nome é Sara (2019) – Crítica

Em Meu Nome é Sara, Sara Guralnick (Zuzanna Surowy) é uma judia polonesa de 13 anos de idade, que teve sua família assassinada por nazistas em setembro de 1942.

Posteriormente fugir para o interno da Ucrânia, Sara usa a identidade de sua melhor amiga para se refugiar em uma vila, onde é acolhida por um parelha de fazendeiros. Porém a condição complica quando ela descobre segredos sobre o casório dos anfitriãos, enquanto tenta esconder a verdade sobre sua origem.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry


© 2020 Dudu Alló | TOR | Alló Game | Privacidade | Contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló