Concurso PC – PE: novo edital é cobrado pela corporação

Edital volta a ser pedido pela Chefia da Polícia Social do Pernambuco. Concurso PC – PE pode possuir vagas para Escrivães, Agentes, Peritos e Auxiliares de Legistas.

O Líder da Polícia Social de Pernambuco (PC – PE), Joselito Kehrle do Amaral, participou no dia 10 de março de 2020 de um encontro com representantes da Secretaria de Gestão do Estado (SAD) para tratar de temas de interesse da corporação.

Uma das pautas levantadas foi a proposta de sinceridade de um novo edital para Escrivães, Agentes, Peritos e Auxiliares de Legistas (concurso PC – PE).

Não é de hoje que essa reivindicação é feita, e não unicamente pela chefia da PC – PE. O próprio governador do Estado, Paulo Câmara, reconheceu em 2017 que o ideal seria a realização de concurso anual para a superfície de segurança pública.

O governador deu a entender na quadra que o intuito da sua governo seria realizar um torneio a cada ano, a partir de 2018, ainda que com um número menor de vagas. Dessa forma, seriam supridas, principalmente, as carências decorrentes de aposentadorias. 

Outras pautas da PC – PE

De acordo com a publicação oficial, os outros pontos discutidos na audiência versaram sobre os seguintes temas:

  • Elaboração e aprovação da Lei Orgânica da Polícia Social;
  • Mudança da Lei nº 346/2017 (que promoveu ajustes na estrutura da curso de cargos do Estado e determinou outras medidas correlatas);
  • Redução do valor da alíquota do desconto previdenciário para policiais civis;
  • Mudança da Lei nº 15.025/13, sobre indenização por invalidez ou morte de policiais em serviço;
  • Gratificações dos policiais civis de unidades policiais recém-criadas;
  • Contratos dos designados (policiais aposentados);
  • Geração de Policlínica e Escola para policiais civis e familiares;
  • Mudança da Lei complementar nº 280/2014 (que trata do início do processo de desenvolvimento na curso de cargos do Estado), para emendar distorções nas progressões dos agentes, escrivães, auxiliares de legistas, peritos e peritos papiloscopistas.

Último concurso PC – PE

Aconteceu em 2016 o último e significativo concurso público da PC – PE. De convenção com o edital nº 1 – SDS/PE/2016, foram oferecidas oportunidades para os cargos de Agente de Polícia (500 vagas), Solicitador de Polícia (100 vagas) e Escrivão de Polícia (50 vagas).

Aleém dessas chances imediatas, o concurso PC – PE de 2016 serviu para a formação de cadastro de suplente.

A seleção dos candidatos ficou por conta do Cebraspe/Cespe, com o espeque da SDS/PE e da OAB.

Cargos da PC – PE em 2016: requisitos e remuneração

Os cargos de Agente de Polícia e Escrivão de Polícia exigiram o nível superior em qualquer superfície de formação mais a Carteira Vernáculo de Habilitação, no mínimo, categoria B.

Os efetivados teriam chegada a uma remuneração inicial de R$ 3.276,42, para executar oito horas diárias ou jornadas especiais.

O missão de Solicitador de Polícia, por sua vez, requeria a comprovação de bacharelado em Reta, Carteira Vernáculo de Habilitação, no mínimo, categoria B e três anos de prática jurídica ou operosidade policial comprovada.

A remuneração inicial para os Delegados foi de R$ 9.069,81, com a mesma jornada.

Provas do concurso PC – PE 2016

Na primeira lanço os inscritos passaram por uma lanço composta de prova objetiva escrita, prova discursiva, prova de capacidade física, avaliação psicológica, exames médicos (todos os cargos), prova prática de digitação (missão de Escrivão de Polícia) e avaliação de títulos (missão de Solicitador de Polícia). 

A segunda lanço do concurso compreendeu o Curso de Formação, um evento de responsabilidade da SDS/PE, realizado por meio do Campus de Ensino Recife (CERE), da Liceu Integrada de Resguardo Social (ACIDES).

As cidades de realização das provas da primeira lanço foram Recife e Região Metropolitana, Caruaru, Serra Talhada e Petrolina. Demais fases do concurso foram realizadas somente na cidade de Recife e sua Região Metropolitana.

Polícia Científica – PE: último edital da mesma forma em 2016

Já que estamos falando da Polícia Social de Pernambuco, vale à pena lembrar o último concurso público de uma corporação que atua em conjunto com a PC – PE: a Polícia Científica.

Com último edital também lançado em 2016, a Polícia Científica buscou preencher 316 vagas nos cargos de Facilitar de Legista (73), Facilitar de Perito (96), Perito Papiloscopista (51), Médico Legista (40) e Perito Criminal (56).

Para concorrer às vagas de Facilitar de Legista, Facilitar de Perito e Perito Papiloscopista os candidatos precisavam possuir nível superior em qualquer superfície de formação. A remuneração inicial para esses cargos foi de R$ 3.276,42.

O missão de Médico Legista exigiu diploma de Medicina e proporcionou remuneração de R$ 8.497,62, no ingresso. A mesma remuneração inicial foi válida para Perito Criminal (superior em superfície específica).

O Cebraspe foi novamente o responsável pelo torneio. As etapas avaliativas foram: prova objetiva; prova discursiva; prova de capacidade física; avaliação psicológica; examinação médico; investigação social; e Curso de Formação.



© 2020 Dudu Alló | TOR | Alló Game | Privacidade | Contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló