Carnaval tem primeiro preso via câmera de reconhecimento facial no Brasil

Marcos Vinicius de Jesus, 19, foi recluso na última terça-feira (5) por suspeita de homicídio. O jovem foi reconhecido em um conjunto de carnaval em Salvador, Bahia, por meio de câmeras de reconhecimento facial instaladas no rotação Dodô (Barra-Ondina) pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

O estado investiu mais de R$ 18 milhões nos softwares de reconhecimento facial



Segundo o Correio, Marcos Vinicius estava fantasiado de mulher quando foi flagrado pelas câmeras. Após passar por um portal de segurança instalado na Barra, policiais militares abordaram o rapaz.

As câmeras cruzam os rostos que passam diante das lentes com o banco de dados dos procurados e foragidos do estado. “Quando acontece uma confirmação, porquê no caso de Marcos Vinicius, o sistema alerta à polícia, que realiza a prisão”, explica o Correio. O estado investiu mais de R$ 18 milhões nos softwares de reconhecimento facial.

Essa foi a primeira prisão via reconhecimento facial realizada no Brasil.

Rio de Janeiro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou hoje (07) que a Polícia Militar do RJ também realizou prisões em seguida identificações via câmeras de reconhecimento facial. Segundo Witzel, as câmeras são ligadas aos sistemas da Polícia Civil e Detran.

“As câmeras ligadas reconheceram rostos de foragidos e placas de carros roubados, possibilitando quatro prisões e a recuperação de um veículo. No Rio, bandido não vai ter vida fácil”, escreveu no Twitter.




© 2019 Luís Eduardo Alló | TOR | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló