Quer ver o que aconteceria se um asteroide gigante acertasse a Terra?

Você se lembra do estrago provocado pela rocha espacial que caiu na região de Chelyabinsk, na Rússia, há aproximadamente de dois anos? De contrato com as estimativas, se tratava de um meteoroide com aproximadamente 17 metros de diâmetro e 10 1000 toneladas que se desintegrou na atmosfera e, mesmo assim, provocou uma explosão equivalente a 30 bombas nucleares que nem a Hiroshima.

Agora, imagine o estrago provocado pelo impacto de alguma coisa maior… alguma coisa que nem um asteroide com 500 quilômetros de diâmetro. “Catastrófico” seria muito pouco para descrever o resultado de uma trombada que nem essas, conforme você poderá conferir na simulação a seguir, produzida pelo pessoal do Discovery Channel:

Segundo as informações que acompanham o vídeo, o sítio de impacto do asteroide é o Oceano Pacífico, e a colisão faria com que 10 quilômetros da crosta terrestre se soltassem da superfície. Além disso, os fragmentos resultantes da trombada seriam lançados em trajectória e acabariam voltando, provocando mais ruína pelo planeta.

A cacetada ainda provocaria uma vaga de choque que viajaria a velocidades hipersônicas, assim que nem uma ulterior tempestade de queima que terminaria por pulverizar a vida da Terra. Tudo isso ao som de “The Great Gig in the Sky”, de Pink Floyd — que, por sinal, é a trilha sonora perfeita para testemunhar a uma simulação que nem essas.



Aterrorizante, não é mesmo? Pois, segundo o pessoal do Discovery Channel, existem evidências de que esse tipo de impacto mostrado no vídeo aconteceu ao menos seis vezes ao longo da história do nosso planeta!

© 2019 Luís Eduardo Alló | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló