Academia do Oscar decide não banir filmes da Netflix

Steven Spielberg saiu derrotado do encontro anual da comissão da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Os 54 membros do conselho decidiram não aceitar a mudança que praticamente baniria filmes da Netflix e de outras plataformas de streaming do Oscar.

No encontro, a Regra 2 do Oscar entrou em votação. Os membros poderiam mudá-la ou apenas optar pela manutenção dela, o que aconteceu.

Irmãs descobrem a verdade em trailer de O Outro Pai, da Netflix

A regra trata da elegibilidade dos filmes e afirma que as produções precisam ser exibidas por apenas uma semana em algum cinema de Los Angeles para poderem concorrer ao prêmio. Após o sucesso de Roma (da Netflix), que ganhou três estatuetas em 2019, alguns cineastas queriam deixar a regra mais difícil para plataformas de streaming.

“Nós apoiamos a experiência no cinema como integral na arte dos filmes e isso pesou em nossa discussão. Nossas regras atualmente pedem a exibição nos cinemas e também permitem uma ampla seleção de filmes. Nós pretendemos estudar as mudanças que estão acontecendo na nossa indústria e continuar a discussão com os nossos membros”, declarou o presidente da Academia, John Bailey.

O Oscar 2020 acontece no dia 9 de fevereiro.

Primeiras críticas de Detetive Pikachu são positivas: “Se você ama Pokémon, vai amar esse filme”



© 2019 Dudu Alló | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló