Vazamentos de Dados Diplomáticos – México e Rússia

Nosso sistema de Monitoramento  observou dois vazamentos que conteriam dados e informações de cimalha nível político e diplomático da Rússia e do México.

Em ambos os casos os links direcionam para serviços de compartilhamento de arquivos.

Os oligarcas russos do Kremlin podem encontrar as tabelas no final desta semana, quando um novo site de vazamentos liberar uma compilação de centenas de milhares de e-mails invadidos e gigabytes de documentos vazados. Pense nisso como Wikileaks, mas sem a aversão de Julian Assange em postar segredos russos.

O site, Distributed Denial of Secrets (http://ddosecretspzwfy7.onion.to), foi fundado no mês passado por ativistas da transparência. A cofundadora Emma Best disse que os vazamentos russos, com lançamento previsto para sexta-feira, trarão em um só lugar dezenas de arquivos diferentes de material hackeado que, na melhor das hipóteses, foram difíceis de localizar e, em alguns casos, parecem ter desaparecido completamente da web.

No caso do alegado leak de autoridades políticas de alto nível da Rússia, são mais de 75 Gb da dados disponibilizados por um link de compartilhamento de arquivos.



“Stuff from politicians, journalists, bankers, folks in oligarch and religious circles, nationalists, separatists, terrorists operating in Ukraine,” said Best, a national-security journalist and transparency activist. “Hundreds of thousands of emails, Skype and Facebook messages, along with lots of docs.”

Os links foram divulgado pelo grupo de pesquisadores venezuelanos KelvinSecTeam, embora a publicação atribua os ataques a grupos ucranianos (Ukrainian Cyber Alliance e RUhate):

No caso do México, os dados seriam da embaixada do México na Guatemala.

Entre os dados disponibilizados para download foi verosímil antecipar a lista dos arquivos na imagem . Há, inclusive, um dump completo dos dados da Secretaría de Relaciones Exteriores.

© 2019 Dudu Alló | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló