Pular para a barra de ferramentas
Economia

BTG: Brasil deveria ter ‘lockdown’ de poucas semanas, diz André Esteves |

De harmonia com Esteves, o pico financeiro da crise e o econômico “são coisas diferentes em timing diferentes”.

Para o banqueiro, olvidar o “lockdown”, {como} defendeu o presidente Jair Bolsonaro, ou manter o isolamento por um período mais longo, {como} defendem governadores e prefeitos, são “ambas estratégias de boas intenções”.

Esteves vê um “dispêndio grande de status quo” se as restrições foram mantidas por muito tempo. “Qualquer nível de lockdown é praticado em todo o território tupiniquim, porém [é importante] que tenha prazo restringido”, apontou.

Na avaliação do sócio do BTG, com uma contenção de poucas semanas seria verosímil permitir aos Estados tentar achatar a curva do contágio. Desse modo, uma vez já preparados para esse declínio, Esteves considera possuir possibilidade de se liberar a circulação dos mais jovens, resguardando os mais vulneráveis.

“Devemos seguir o que é claramente recomendável, porém precisamos entender que o Brasil é um país pobre, onde pessoas morrem de subnutrição. Se [a restrição] for mantida por muito tempo a tratamento pode ser pior que a doença.”

(Com teor publicado originalmente no Valor PRO, o serviço de notícias em tempo real do Valor)

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar