Protestos na Argélia contra o presidente termina com centenas de policiais feridos

Manifestantes são contra que o presidente argelino, Abdelaziz Buteflika, tome posse em mais um procuração.

Confrontos entre manifestantes e policiais nas ruas de Argel, capital da Argélia, terminaram com 195 detidos e 112 policiais feridos nesta sexta-feira (8). Foi mais uma sintoma contra um quinto procuração para o presidente argelino Abdelaziz Buteflika.

Milhares de pessoas protestaram pacificamente durante horas, em um envolvente festivo, no terceiro dia de manifestações pelas ruas de Argel. Porém, com a chegada da noite, grupos de jovens passaram a enfrentar a polícia na tentativa de chegar à sede da presidência da República, constatou a escritório France Presse.

“Um grande número de delinquentes se mobilizou com o objetivo de cometer saques e vandalismo”, explicou a Direção Geral da Segurança Nacional (DGSN), que supervisiona os trabalhos da polícia argelina.

“A mediação dos serviços da polícia permitiu a detenção de 195 indivíduos”, acrescentou a DGSN, que contou 112 agentes feridos nos confrontos.



© 2019 Luís Eduardo Alló | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló