Pular para a barra de ferramentas
Notícias

STF pede que PGR analise pedidos de perícia em celulares de Bolsonaro e Carlos

São Paulo – O ministro do Supremo Tribunal Federalista (STF) Celso de Mello encaminhou à Procuradoria Universal da República (PGR) três notícias-crimes contra o presidente Jair Bolsonaro. Os requerimentos foram apresentados por parlamentares que pedem investigação sobre a interferência de Bolsonaro na Polícia Federalista.

Entre as ações solicitadas pelos parlamentares estão o testemunho do presidente, além da procura e mortificação do celular dele e de seu prole, Carlos Bolsonaro, para perícia.

De conciliação com Celso de Mello, é responsabilidade do Estado promover a apuração dos fatos delituosos narrados por ‘qualquer pessoa do povo’. O envio da feito à PGR é oriundo, já que o órgão é responsável por propor investigação do presidente perante o STF.

“A indisponibilidade da pretensão investigatória do Estado impede, pois, que os órgãos públicos competentes ignorem aquilo que se aponta na ‘notitia criminis’, motivo pelo qual se torna imprescindível a apuração dos fatos delatados, quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de mando na jerarquia da República, independentemente do Poder a que tal agente se ache vinculado”, disse o ministro.

Os pedidos de notícia-crime foram enviados ao STF depois de o ex-ministro da Justiça Sergio Moro declarar que presidente Bolsonaro tentou interferir em investigações da Polícia Federalista, além de buscar informações sobre casos em curso na Golpe.

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar