Hussein é espancado na frente de Soraia na novela “Órfãos da Terra”

Em Órfãos da Terra, o poderoso sheik Aziz (Herson Capri) está habituado a ter tudo o que quer, inclusive muitas mulheres. E foi mal Soraia (Letícia Sabatella), sua primeira esposa, foi obrigada a se matrimoniar com ele, abrindo mão de viver o verdadeiro paixão ao lado de sua grande paixão, Hussein (Bruno Cabrerizo).

Por isso, será muito difícil para Soraia ver o indivíduo que nutriz tolerar nas mãos de seu marido. Aziz descobriu que seu funcionário estava se comunicando com Jamil (Renato Góes) e tenta tirar dele informações sobre o paradeiro de seu protegido ao Brasil.

Aziz e seus capangas, liderados por Fauze (Kaysar Dadour), levam Hussein até um lugar distante da cidade, onde começam a torturá-lo:

“O que você ia avisar a Jamil? Que eu mandei Youssef detrás dele, é isso? O que é que está acontecendo com Jamil no Brasil? Se não disser por muito, vai expressar por mal!”, grita Aziz.

Mas o que o sheik não sabe é que Soraia os seguiu até o lugar e está observando tudo! Ela se desespera ao ver o estado de seu querido. Hussein se recusa a delatar o primo e leva uma terrível surra. Os capangas só param de percutir quando Aziz percebe que o funcionário está perto de morrer. Aziz ordena que eles levem Hussein de volta para a mansão.

Tremendamente ferido, Hussein é disposto na leito e deixado sozinho, sem nenhum zelo médico. Soraia espera por alguns minutos antes de entrar no quarto do querido.



Ele se surpreende com a chegada da mulher do sheik e pede que ela vá embora:

“Você está muito ferido. Vou permanecer e cuidar de seus machucados”, diz Soraia.Amorosa e

delicada, Soraia começa a cuidar dos ferimentos de Hussein enquanto ele olha para ela, enamorado. Será que o par conseguirá viver oriente paixão proibido?

Fique de olho nos próximos capítulos de Órfãos da Terra e acompanhe tudo pelo resumo da semana.

© 2019 Luís Eduardo Alló | Fórum | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló