Hackers vazam informações sensíveis de políticos na Alemanha

A Alemanha tomou um golpe duro em sua cibersegurança. Informações pessoais e documentos de políticos do país, incluindo a chanceler Angela Merkel, foram publicados online na semana passada por um grupo hacker não identificado. Após o governo germânico confirmar diversas brechas de segurança, os políticos locais começaram a fazer coro para as leis locais serem endurecidas no que toca cibercrime.



Praticamente todos os partidos do Bundestag foram afetados pelo vazamento, menos o AfD, partido de extrema-direita populista

Vale notar que praticamente todos os partidos do Bundestag foram afetados pelo vazamento, menos o AfD, partido de extrema-direita populista chamado “Alternativa para a Alemanha”.

“Um pouco de notícia positiva é que as redes do governo aparentemente não foram afetadas por esse ou esses ataques de hackers. Mas está simples que nós, uma vez que governo federalista… devemos fazer mais para melhorar a cibersegurança”, afirmou Stephan Mayer, secretário do Ministério de Interior, segundo a Reuters.

A coordenadora do dedo da Alemanha, Dorothea Baer, e a inistra da Justiça, Katarina Barley, engrossaram o coro pedindo controles mais rígidos até para as redes sociais. “Um ataque desses deve ser usado uma vez que um motivo para examinar muito cuidadosamente se tudo foi feito para obter a melhor segurança de dados provável. É legítimo examinar se os fabricantes de softwares e as plataformas devem ser exigidos a fazer mais para prometer a segurança de dados”, afirmou.




© 2019 Luís Eduardo Alló | WikiAlló | Social | Privacidade| contato | Sobre |

Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Luís Eduardo Alló