Pular para a barra de ferramentas
Tecnologia

Microsoft anuncia suporte nativo a aplicativos Linux no WSL2

A Microsoft acaba de anunciar várias medidas importantes em relação ao Linux e ao recurso Windows Subsystem for Linux (WSL). Em uma nota publicada hoje ((19/05), a empresa informa que será provável executar aplicativos Linux com GUI usando o WSL. O suporte nativo da Microsoft a aplicativos Linux no WSL2 chegará oficialmente ao Windows 10 muito em breve.

O WSL é o kernel Linux em realização no Windows 10. Assim sendo, é uma máquina virtual. Presentemente, temos que trabalhar sem a GUI. Da mesma forma precisamos levar em consideração que alguns aplicativos provavelmente não estão funcionando, {como} um SimpleScreenRecorder que usamos para gravar a tela do PC.

Além do que, a Microsoft da mesma forma prometeu outras melhorias:

As melhorias no subsistema Windows para Linux (WSL) concentraram-se em ativar a aceleração de hardware, executar um aplicativo GUI do Linux diretamente e facilitar o uso de aplicativos Linux no Windows.

Cá estão alguns detalhes:O suporte adicionado aos fluxos de trabalho de computação da unidade de processamento gráfico (GPU) permite que as ferramentas do Linux aproveitem as GPUs para permitir a aceleração de hardware em muitos cenários de desenvolvimento, {como} computação paralela e tirocínio de máquina modelos de tirocínio de máquina (ML) e perceptibilidade sintético (AI).O suporte para aplicativos da interface gráfica do usuário do Linux (GUI) permitirá penetrar uma instância da WSL e executar um aplicativo Linux com a GUI diretamente, sem a premência de um servidor X de terceiros. Isso ajudará a executar nossos aplicativos favoritos em um {ambiente} Linux, {como} um {Ambiente} de Desenvolvimento Integrado (IDE).Em breve, a WSL oferecerá suporte a uma experiência de instalação simplificada executando o comando “wsl.exe – install”, que tornará mais fácil do que nunca inaugurar a usar aplicativos Linux no Windows.Microsoft anuncia Direct3D 12 para Linux/WSL2

Da mesma forma hoje, durante conferência Virtual Build, a Microsoft anunciou, junto ao pedestal a aplicativos GUI do Linux com WSL2, que haverá suporte rápido por GPU.

No H2’2020, a Microsoft oferecerá suporte de computação de GPU para o software WSL2, com foco nos workloads de IA e tirocínio de máquina. Os aplicativos gráficos do Linux da mesma forma terão suporte nativo no WSL2, embora os detalhes técnicos ainda não estejam claros no momento.

Pelo menos com a maneira {como} a Microsoft está falando, os aplicativos da GUI do Linux devem “simplesmente funcionar” no WSL2 sem a premência de software de terceiros, ao contrário do trabalho anterior da comunidade em obter um servidor X11 trabalhando com o WSL.

Winget para instalar programas do Linux

Do mesmo modo, a Microsoft da mesma forma anunciou a Visualização do Gerenciador de Pacotes do Windows. Deste modo, o Winget é um novo utilitário de risco de comando para poder servir {como} gerenciador de pacotes/instalador de aplicativos semelhante ao APT, DNF etc.

{Como} segmento da introdução da aceleração de GPU para o WSL2, a Microsoft incluirá a porta do Direct3D 12 para Linux.

DirectX for Linux

Secção desse trabalho do DirectX para Linux envolve um novo driver de kernel Linux “DXGKRNL” para expor os adaptadores gráficos do DirectX ao espaço de usuário do Linux por meio da formato do WSL2. O driver DXGKRNL faz interface com o host do Windows por meio de uma conexão de barramento VM. Várias GPUs serão suportadas.

O trabalho mais interessante está em oferecer ao usuário uma “API D3D12 real e completa” para Linux.

Esta é a API D3D12 real e completa, sem imitações, pretendentes ou reimplementações cá … esse é o negócio real. O libd3d12.so é compilado a partir do mesmo código {fonte} do d3d12.dll no Windows, porém para um orientação Linux.

O suporte hodierno permite somente a renderização fora da tela até que o suporte da WSL2 GUI esteja em vigor. Esse suporte da mesma forma exigirá drivers gráficos do Windows WDDMv2.9.

Microsoft anuncia Direct3D 12 para Linux/WSL2

A livraria do Direct3D 12 para Linux será de código fechado. As bibliotecas D3D12 terão código-fonte fechado e serão enviadas {como} segmento do Windows, direcionadas às interfaces do kernel DXGKRNL, essas bibliotecas provavelmente terão pouco valor para o Wine/Proton e similares, a menos que haja uma nova estrato implementada para que as interfaces DXGKRNL possam ser aproveitadas para sistemas Linux bare metal.

Por meio dessa implementação do Direct3D 12, é da mesma forma {como} o WSL2 oferece suporte ao OpenGL, OpenCL e Vulkan. Recorde-se recentemente que a Microsoft e a Collabora anunciaram seu trabalho para mapear o OpenGL e o OpenCL pelo DirectX 12.

Do mesmo modo, a Microsoft da mesma forma está trabalhando com a NVIDIA para oferecer suporte ao CUDA no WSL2.

Mais detalhes pelo meio de deste post no blog.

Além do que, a Microsoft da mesma forma publicou agora seu driver de GPU virtual para o kernel do Linux. A segmento do driver do kernel é de código {aberto} e, em última estudo, eles procurarão integrá-lo. Esse driver do kernel é somente relevante no contexto de uma instalação de host/WSL2 do Windows e depende do Microsoft Hyper-V.

Ficou interessado? Portanto, veja:

{Como} instalar o Windows Subsystem for Linux 2 no Windows 10?

 

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar