Pular para a barra de ferramentas
Tecnologia

Ucrânia apanha hacker que roubou 73 milhões de endereços de email

Os serviços secretos de segurança da Ucrânia anunciaram hoje que conseguiram estancar um hacker divulgado {como} Sanix, o qual conseguiu durante o ano de 2019 roubar e tentar vender uma base de dados de 773 milhões de endereços de email e 21 milhões de palavras chaves.

Segundo os oficiais dos serviços de segurança, 87GB de informação estava contida nessa base de dados e a qual era exclusivamente uma pequena segmento de toda a informação que Sanix teria conseguido roubar. Alegadamente o hacker possuía várias base de dados semelhantes a essa e onde constava por exemplo,  dados pessoais e financeiros de indivíduos da União Europeia e da América do Setentrião.

Os dados roubados incluíam palavras chave (passwords), códigos PIN de cartões bancários, carteiras electrónica, contas de PayPal muito {como} informação acerca dos computadores que  o próprio Sanix tinha conseguido violar. Sanix foi conquistado em uma rusga efectuada pelas forças de segurança, onde viu todo o seu equipamento informático ser apreendido onde constava dentro do mesmo 2TB de informação roubada.

Tal {como} a escritório KrebsOnSecurity realçou, muita informação recolhida por Sanix já tinha qualquer tempo desde que foi roubada, e acabava por ser por fim na sua grande maioria uma prova de {como} são fracas as políticas de segurança nos serviços públicos.

Porém recentemente durante o manante mês, o hacker estaria a tentar vender o chegada a universidade muito {como} uma VPN violada de uma conta do governo de San Bernardino na Califórnia.

Isto vêm de facto relembrar o quão significativo é nos dias de hoje, seja a nível pessoal ou organizacional termos uma boa política de segurança dos nossos dados pessoais quando estamos ligados à internet, pois os mesmo podem ser facilmente acedidos e roubados por hackers {como} Sanix.

Mediante a relevância dos dados roubados podem inclusive serem colocados à venda para quem interessar. E garantimos que clientes não faltarão para tentar comprar informações vitais.

: Engadget

Quer saber outras novidades? Veja em ordinário as nossas Sugestões

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar